teste de js
Docs. selecionados:

Pesquisa Avançada
Voltar aos arquivos



Info

Mikko Pyhälä
Em Abril de 2015 Mikko Pyhälä entregou à Fundação Mário Soares as reproduções digitais do seu arquivo, bem como alguns originais para digitalização, relativos à solidariedade finlandesa para com o PAIGC durante a luta de libertação na Guiné-Bissau. Esta documentação, constituída essencialmente por fotografias (da autoria de Mikko Pyhälä e de Kristina Haavisto), retrata a visita da União Internacional dos Estudantes às regiões libertadas da Guiné-Bissau, entre Dezembro de 1970 e Janeiro de 1971, a visita de Amílcar Cabral à Finlândia, em Outubro de 1971, e a visita de um grupo cultural dos estudantes do PAIGC à Finlândia, em Agosto de 1973.
Os livros e documentos do seu arquivo pessoal, relacionados com a história de Cabo Verde e da Guiné-Bissau, foram doados à Fundação Amílcar Cabral, na Cidade da Praia, em 2012.

Nota biográfica/Institucional
Mikko Olavi Pyhälä (n. 1945, Laukaa, Finlândia)
Entre dezembro de 1970 e janeiro de 1971 Mikko Pyhälä integrou a delegação da União Internacional de Estudantes que visitou as regiões libertadas da Guiné-Bissau, a convite do PAIGC. Na sequência do contacto estabelecido com esse movimento nacionalista foi secretário do Comité que organizou a visita de Amílcar Cabral à Finlândia, em 1971.
Em 1972 editou um livro com discursos e escritos de Amílcar Cabral, intitulado "Uusi tietoisuus – voimakkain aseemme" (New Consciousness – Our Strongest Weapon). No mesmo ano produziu o disco "Hora de despedida de branco-le", com gravações suas de músicas da Guiné-Bissau, mas também músicas gravadas por Amélia Araújo para a Rádio Libertação do PAIGC, tendo sido a primeira publicação a nível mundial. No ano seguinte ajudou a organizar a visita de um grupo cultural de estudantes do PAIGC à Finlândia.
No Ministério dos Negócios Estrangeiros, onde ingressou no ano de 1972, Mikko Pyhälä ocupou várias posições no Departamento para o Desenvolvimento da Cooperação e no Departamento para as Américas e Ásia.
Em 1974 concluiu a dissertação académica na disciplina de Sociologia, com o título "Nascimento de uma Nação na Guiné-Bissau", na Universidade de Helsínquia. Em 1975 foi co-autor, com Birgitta Rylander, de uma bibliografia sobre o PAIGC publicada pelo Instituto Nórdico para África. Em 1980 visitou Cabo Verde a convite do Ministro dos Negócios Estrangeiros Silvino da Luz.
Terminou os seus estudos na Universidade de Jyväskylä em 1984.
Entre 1991 e 1995 trabalhou para o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), em Nairobi (GEF).
Entre 1995 e 2013 desempenhou diversos cargos diplomáticos, entre os quais o de Encarregado dos Negócios Estrangeiros no Paquistão, Embaixador da Finlândia em Lima, Caracas, e outros cargos diplomáticos em Praga, Cidade do México, Nova Delhi e Roma. Embaixador itinerante, com base em Helsínquia, na Venezuela e Caraíbas, de 2011 a 2013, e representante plenipotenciário finlandês junto da Comunidade Caribenha (CARICOM) e da Organização dos Estados Caribenhos de Leste (OECS).
Recebeu o Prémio Finlandês para o Melhor Livro de Não-Ficção, em 1992, com a obra "Amazonia" (co-autoria Jukka Salo), e o Prémio Nacional da Biodiversidade do Peru, em 2002.
Uma nova espécie de orquídea, "Maxillaria pyhalae", foi nomeada em sua honra no Peru, em 1999.
Entre outras distinções, foi condecorado com a Grande Cruz Sol del Peru e Comendador da Ordem de Leão da Finlândia. Foi-lhe atribuído o Doutoramento "Honoris Causa" pela Universidade Nacional da Amazónia Peruana, e pela Universidade San Juan Bautista, em Lima.
Recebeu ainda o título de Professor Honorário na Universidade Nacional de Piura e na Universidade Continental de Huancayo, e foi Presidente Honorário do Fundo para o Museu de História Natural do Peru.
Em 2011 regressou à Guiné-Bissau, a convite do Primeiro Ministro Carlos Gomes Jr. Em 2012 foi em visita oficial à República de Cabo Verde e à República da Guiné-Bissau, em representação do Governo Finlandês e, no ano seguinte, participou no Fórum Internacional Amílcar Cabral, na Cidade da Praia. Em 2015 deu uma palestra sobre Amílcar Cabral na Universidade de Coimbra. Em 2016 publicou o livro "Of power and resistance", no qual incluiu um longo capítulo sobre a luta de libertação da Guiné-Bissau.

Dimensão
1 pasta de arquivo.

Estado de Tratamento
Parcialmente tratado. Num total de 262 documentos 82 ainda se encontram por tratar.